Coleção Oficial Chaves e Chico Rei
Coleção Oficial Chaves e Chico Rei
Coleção Oficial Chaves na Chico Rei Coleção Oficial Chaves na Chico Rei Coleção Oficial Chaves na Chico Rei

Coleção Oficial Chaves na Chico Rei


A Vila chega a Minas
A Vila chega a Minas

A Chico Rei pegou a Maria Fumaça e partiu em aventura até o México. Fomos direto para a vila mais famosa da teledramaturgia latino-americana, onde logo nos deparamos com um barril. Não tivemos dúvidas: o GPS acertou na mosca! Colocamos Chaves, Quico, Dona Florinda, Seu Madruga, a Bruxa do 71 e o próprio barril no bagageiro antes de retornar às montanhas mineiras! É com imensa satisfação que apresentamos a você a coleção oficial Chaves! Sim, o mais novo lar desses muchachos todos é aqui mesmo - isso é, enquanto eles não desembarcam na sua casa. Nada de ir ver o filme do Pelé: confira antes nossas estampas, que são de laranja, mas parecem de limão e têm gosto de tamarindo!

Isso, isso, isso
Isso, isso, isso

O primeiro episódio de Chaves foi ao ar em 1971 no México. Originalmente, o seriado era exibido no Canal 8, daí o nome original El Chavo del Ocho. Seu criador foi Roberto Gómez Bolaños, mais conhecido como Chespirito, que também era o ator que interpretava Chaves. A intenção desde o início foi entreter públicos diversos, de todas as idades, com a atração. E deu certo, né?  Com personagens caricatos, que vivem situações de fácil identificação do público e repetem chavões que pegam fácil, Chaves se espalhou por vários países da América Latina, ganhando fama internacional e proporcionando, inclusive, diversas turnês do elenco. E não foi diferente pelas bandas do Brasil, né? Temos uma legião de fãs espalhados do Oiapoque ao Chuí.

Apesar de tudo, eu tenho fé nas crianças
Apesar de tudo, eu tenho fé nas crianças

Também não é diferente aqui na Chico Rei! Em nossa equipe, não são poucos os aficionados pela turma da vila. Além disso, enxergamos a série com outros olhos: as peripécias de personagens infantis interpretados por atores e atrizes já adultos mostram que a esperança de novos tempos busca inspiração em dias em que tudo era mais simples e brilhante. Os sonhos que tínhamos ao brincar com uma bola, um peão ou ao entrar em um barril e chamá-lo de casa não desapareceram, eles ainda estão lá! Portanto, que sonhemos todos juntos! E que continuemos lutando para que as próximas gerações também possam sonhar!

Fale Conosco

Fale conosco